sexta-feira, dezembro 13, 2013

Padre Eustáquio

Fundação do Bairro Padre Eustáquio

Foi o Padre Eustáquio, que na época prestava serviços a Deus na paróquia do bairro Carlos Prates , que tem hoje o seu nome, em Belo Horizonte, quem por volta de 1942, deu a bênção à pedra fundamental da Companhia Nacional de Ferro Puro, que estava projetada para ser implantada em Itaúna, em terreno que fora da fazenda do Coronel Arthur Vilaça, sendo prefeito o Dr. Lincoln Nogueira Machado, quando a Prefeitura Municipal de Itaúna entraria com o terreno.
Padre Eustáquio ficou hospedado na residência do Dr. Antônio Augusto de Lima Coutinho, oportunidade em que , no dia  seguinte ao seu pouso, uma menina naturalmente curiosa, estando em casa do Dr. Coutinho, olhou pelo buraco da fechadura do quarto de hóspede e viu que o seu leito estava intocável e que ele estava dormindo no chão.
Estavam à frente deste projeto em Itaúna o Dr. Lincoln Nogueira Machado, Dr. Antônio Augusto de Lima Coutinho, Arthur Contagem Vilaça e outros. Como o Banco do Brasil S.A. não forneceu recursos para o projeto em Itaúna, os mesmos foram aplicados em Volta Redonda (São Paulo).  E a pedra fundamental, com jornais da época ,moedas e outros acervos constituídos de documentos da época, foram então transferidos para onde o Padre Luiz Turkenburg projetara a nova matriz, por volta de 1958.
Mais tarde, no final da década de 40, Geraldo Alves Parreiras  decidiu implantar um bairro com o nome de Vila Padre Eustáquio , onde teria sido a Companhia Nacional de Ferro Puro, criando também a Siderúrgica  Itatiaia e a Fergás.
A vinda do Padre Eustáquio ensejou que ele retornasse a Itaúna para pregar em um retiro espiritual para as mães itaunenses, no primeiro ano do paroquiato do Pe. josé Neto , em 26 de julho de 1943.
Cada participante recebeu um santinho com os dizeres " ser mãe extremosa não é fazer todas as vontades dos filhos e deixá-los crescer sem cultura, como ervas ruins do campo. Ser verdadeiramente mãe é cuidar da saúde e bem estar dos filhos, não se esquecendo de sua alma infantil. É corrigir os seus defeitos em criança. antes eles chorem em criança do que depois, quando forem homens"
Estas brilhantes palavras, de sadia verdade, deveriam ser lidas e meditadas por certas mães que, cumulando os filhos de mimos demasiados, os tornam voluntariosos e mal criados e lhes preparam um caminho que no futuro se torna um verdadeiro calvário de amargura.

Fonte:  Livro Pe. José Neto  60 anos de Sacerdócio - Pags: 129,130

0 comentários:

Postar um comentário