quinta-feira, novembro 02, 2017

ITAÚNA PARADA GAY


Prof. Luiz MASCARENHAS*

         Aconteceu no domingo, dia 15 de outubro de 2017, na Praça Celi, a 11º PARADA GAY de Itaúna.
         Observou-se um elevado número de pessoas - em torno de 4 mil - que foram apreciar a festa, denotando assim, o prestígio que o evento vem ganhando através dos anos. Uma logística de organização e condução da festa que merece os cumprimentos; pelo apurado até o momento. E antes que se possa dizer que foram vistos excessos na conduta de alguns, com certeza os organizadores não têm como controlar as atitudes de todos e excessos podem ocorrer em qualquer ajuntamento de povo.
         O que se deve ter sob mira dos olhares é a questão dignidade. Homossexualidade existe desde que o mundo é mundo e a dignidade do homem não reside na sua condição sexual. Reside no seu caráter. Dito dignidade, deve-se em seguida registrar-se o respeito. E esse respeito é e sempre será uma via de mão dupla. Quem não respeita, não é respeitado. O ser gay ou não ser, não define o caráter de ninguém. E ainda existe um outro ponto a ser bem esclarecido que é a intimidade, a privacidade das pessoas - inclusive protegidas pelas leis do país. Ninguém está obrigado a sair por aí alardeando a sua própria sexualidade. A constante autoafirmação pode denotar alguma patologia.
         A condição sexual poderá interessar àqueles que se interessam pela pessoa, com esta conotação. Para um “love affair”, um encontro, uma transa, um namoro, um relacionamento afetivo mais duradouro ou algo do tipo. Importante saber que homossexualidade nada tem a ver com vulgaridade ou imoralidade ou promiscuidade.  Essas três negatividades citadas podem ser os resultados de condutas tortuosas ou mesmo de personalidades doentias.
         O ser humano não deve ser rotulado, nem tão pouco querer rotular-se. Porque o ser humano é uma complexidade de situações e não somente a sua condição sexual. A sexualidade é apenas uma de suas facetas. E a sexualidade humana não se restringe à relação sexual.  O seu caráter sim, deverá ser alvo de sua constante preocupação e cuidado, pois ele é componente de sua personalidade e daí se desprenderá toda a ramificação de suas relações sociais. Virtudes, como a justiça, honestidade, paciência, sinceridade, responsabilidade, sabedoria, respeito, benevolência, autoconfiança, coragem, desapego, determinação, disciplina, generosidade, humildade, dentre outras tantas, devem ser sempre cultivadas.
         Platão e outros filósofos resumiram todas as virtudes humanas em quatro: prudência, justiça, fortaleza e temperança.  Lembrando que   as virtudes humanas não são natas, mas sim elementos que se constroem e complementam a personalidade das pessoas ao longo da vida. Por exemplo, ninguém nasce com “autoconfiança” ou “honestidade”, mas aprende a ter estes comportamentos a partir de lições e referências moralmente positivas dentro do ambiente em que está inserido.  Vale lembrar que as virtudes humanas representam características e qualidades positivas do comportamento do indivíduo. As virtudes são responsáveis por moldar e ditar o caráter, os valores e a personalidade de cada pessoa.
         Como cidadãos de uma cidade educativa, devemos trabalhar com afinco para banir o preconceito (todos eles), a injustiça e a violência de nosso meio.
         Tudo isso posto, pode-se dizer que a Parada Gay faz parte do calendário das festas de Itaúna e que possa sempre trazer uma mensagem positiva, na luta pela igualdade e pela garantia dos direitos sim; contudo sempre revestida de dignidade e respeito para com todos.
               


*Bacharel em Direito / Licenciado em História pela UNIVERSIDADE DE ITAÚNA
  Historiador/ Escritor/ Membro da ACADEMIA ITAUNENSE DE LETRAS/
Diretor da E.E. “Prof. Gilka Drumond de Faria”
Cidadão Honorário de Itaúna  


        

0 comentários:

Postar um comentário