sábado, dezembro 20, 2014

Capixaba itaunense

Cel. Marcondes Alves de Souza

Este ilustre itaunense nascera em 1870, nos tempos de Santana. De Iteligência viva, atirado e de espírito bandeirante, aos 16 anos deixou a sua terra natal, internando-se pelo vale do rio Doce, indo radicar-se em Cachoeiro do Itapemirim, no estado do Espírito Santo. Aos 23 anos, fora eleito presidente do diretório político daquele próspero município capichaba, mantendo-se no cargo com grande tino até 1912. Em 1905, eleito vereador municipal. Em 1907, nomeado suplente de Juiz de Direito da Comarca. Em 1909, presidente da Câmara Municipal. E pouco depois, vice-presidente do Estado.
Em 1912, foi eleito presidente do Estado, numa fase difícil de sua política, como nos informa o historiador João Dornas Filho em sua monografia sobre Itaúna, tendo uma aguerrida oposição chefiada pelo senador Muniz Freire. O que foi a sua atuação nêsse elevado cargo, atesta o gesto dos próprios oposicionistas que, nem belo exemplo de patriotismo, fizeram causa comum com a política do seu presidente, que era a do progresso do Espírito Santo. Na qualidade de presidente eleito, o Cel. Marcondes Alves de Souza, num gesto de cavalheirismo e de amor a sua terra e a sua família, visitou Itaúna em 1912, sendo recebido solenemente. Das inúmeras homenagens que lhe foram prestadas pelos itaunenses, constou a da representação, no Teatro Municipal, da revista denominada "A visita do Presidente", de autoria do dr. Mário Matos, então primeiranista de direito, e de seu tio Silvio de Matos, representada com grande sucesso pelos autores e por Aquilino Gomide, Péricles Gomide, Tácito Nogueira, Artur de Matos, Rossini de Matos, Adelia Gomide, Celisa Gomide, Aristides Nogueira Machado, Serjobes Augusto de faria, Ivolino de Matos, Jovelina Carvalho, olga Matos e Josias Nogueira Filho.¹

Marcondes Alves de Sousa
15º Governador do Espírito Santo
Período de governo: 23 de maio de 1912 - 23 de maio de 1916
NASCIMENTO: 12 de setembro de 1870, Itaúna
MORTE: 29 de abril de 1938, bELO hORIZONTE
Nacionalidade: brasileirA
Profissão: Militar




[1]  Revista Acaiaca: Cel. Marcondes Alves de Souza. p. 196. Ano: 1952. Digitado conforme original.

Um comentário:

  1. Meu bisavô . Meu avô e os outros irmãos, exceto um que tinha o nome do pai , incluíram o Marcondes como sobrenome. Meu avô Manuel tirou o de Souza do sobrenome do meu pai, José Maurício e hoje meu sobrenome é o nome próprio de meu bisavô. Sérgio Marcondes

    ResponderExcluir