sexta-feira, outubro 24, 2014

Trem da Alegria

(Praça da Estação)

     Fundada em 29 de abril de 1961, para, entre outras finalidades, promover o congraçamento de todos os itaunenses e reverenciar a memória de conterrâneos ilustres, a Sociedade dos Amigos de Itaúna, sediada em Belo Horizonte, programou romaria ao torrão natal, no maravilhoso "Trem da Alegria".
     À noite, no adro da matriz, onde se armou uma espécie de anfiteatro, com uma grande mesa ao centro, em solenidade belíssima, deu-se início às homenagens comemorativas do centenário de nascimento do ilustre filho, dr. Augusto Gonçalves de Souza. Tomaram assento à mesa as autoridades e os membros da família do homenageado, inclusive a sua única irmã viva, a adorável Donana, viúva do industrial João de Cerqueira Lima. E nas cadeiras em torno, os caravaneiros. Falou o vice-prefeito, dr. Heli Gonçalves de Souza, em nome da municipalidade e do povo de Itaúna. Dr. José Luis Gonçalves Guimarães agradeceu em nome da família do homenageado.  Por fim, entre outros oradores, o desembargador Mário Matos descreveu a seu modo o tio Augusto como ainda o enxergava na mocidade, um sujeito extraordinário de bem, ótimo clínico, especialista em curar "dor atravessada".
     Em seguida, inaugurou-se na praça um artístico monumento em memória do homenageado. Dali, descemos para os salões do Automóvel Clube, para a festa de lançamento da coletânea "Itaúna - Humana e Pitoresca". Dr. Guaraci de castro Nogueira fez a apresentação magnífica. E o professor Luis Gonzaga da Fonseca, em seu nome no de seus companheiros escritores e no do editor Bernardo Álvares, agradeceu em belo improviso. Seguiu-se o atropelo dos autógrafos. Depois, em todos os clubes, houve baile animado até o raiar da madrugada.
     No dia seguinte, dia 30, após a missa matinal, visita coletiva ao cemitério. Ao meio dia foram à barragem do Benfica, onde à beira do grande lago de água "azulíssimas", criadado pela força de vontade dos dirigentes das fábricas de tecidos itaunense e Santanense, foi servido suculento churrasco, com outras comedeiras e bebidas, supervisionado, pelo dr. Lauro Antunes de Morais . Ali, ao som da orquestra do João Bigode e da banda de música dos alunos do seminário, a turma em brasa entrou no carnaval, e cantou e dançou e cirandou e saracoteou  e rodou e pulou e gritou até às quatro da tarde, rumando então em caminhões automóveis e  ônibus para a estação, onde às cinco e meia, em carros ligados aos expresso, retornou à capital, satisfeita da vida.  Em testemunho da verdade, os filmes tirados pelo Dr. Oromar estão aí para dirimir qualquer dúvida.
     Que a nova romaria ora programada tenha o mesmo sucesso, são os meus e os votos da Sociedade dos Amigos de Itaúna.

Màrio Soares Nogueira

0 comentários:

Postar um comentário