segunda-feira, setembro 24, 2012

Parteiras de Itaúna II

Heroínas Esquecidas


ZITA HONORINA DOS SANTOS NOGUEIRA


 Minha avó, foi uma pessoa excepcional. Era doce, meiga, carinhosa e muito trabalhadora. Nasceu no município de Pequi mas veio para Itaúna na adolescência, com seus treze para quatorze anos, trazida por seu irmão Ozório Santos, cuja esposa acabara de ter um bebê e coube a ela cuidar do recém-nascido e também da cunhada. Com isso tomou gosto por cuidar de parturientes e seus bebês. Casou-se aos quinze anos com Diógenes Nogueira Soares e, alguns anos depois, começou a exercer a profissão dePARTEIRA. Era considerada uma das melhores de Itaúna, sempre ajudando com presteza e carinho a quem necessitasse dos seus serviços. Residia onde é hoje o Edifício Central Park, depois na Avenida Getúlio Vargas e depois na Rua Agripino Lima. Dali, já sem o marido que havia falecido, mudou-se para Belo Horizonte, onde foi morar com sua filha Jandira Nogueira Gomide e seu genro Orlando Nogueira Gomide. Mas, antes de se mudar, trabalhou como PARTEIRA em Itaúna nas décadas de 30 e 40. Às vezes exercia sua profissão auxiliando os médicos, que tanto requeriam seus serviços como o Dr. Antônio Augusto de Lima Coutinho (Dr. Coutinho), que era Cirurgião Geral, Ginecologista e Obstetra. Na maioria das vezes atuava sozinha. Foi PARTEIRA de Dª Odília Antunes Moreira, cujos filhos José Marcus, Márcia Maria e Maria Selma, nasceram por suas mãos. Maria Joaquina Marques Antunes também veio ao mundo com seu auxílio. Esses partos me foram narrados pelas próprias pessoas a quem ela ajudara a nascer. E tantos foram os partos que ela realizou que fica difícil mencionar todos. Eu mesma e meus irmãos Célio, Márcio Ennio, Péricles e Ana, nascemos por suas mãos eficientes. Ela sempre falava de seu trabalho e se lembrava com carinho de cada criança que ela ajudou a nascer, bem como de suas mães. Era muito conhecida na cidade e sempre lembrada como uma pessoa eficiente, bondosa e boa profissional. Às vezes encontro com pessoas que me falam dela. Eu convivi com ela até meus dezoito anos e a conheci muito bem e por isso mesmo posso falar da pessoa maravilhosa que ela foi, a amada Zita Honorina dos Santos Nogueira.


Maria Cristina Gomide Amaral
Juarez Nogueira Franco

0 comentários:

Postar um comentário